sábado, janeiro 14, 2006

O destino


Novo ano...mas a vida continua! Continuamos com as correrias do dia-a-dia, adiamos uma quantidade de coisas para as quais pensamos não ter tempo. Este ano vai ser diferente, famosa frase!

A necessidade de mudar, mas uma enorme persistência emana de cada um de nós para mantermos a vida a que estamos habituados. A preguiça, a desmotivação persegue-nos!
A mim persegue-me a preguiça, que na realidade é a dita inércia que está presente na natureza e como tal em nós, neste caso em mim. Mas eu espanto-me comigo mesma, basta começar a fazer o que tenho para fazer que me dá logo vontade de continuar, ganho aquela velocidade cruzeiro e lá vou eu...
Ainda ontem comecei com um programa que parecia acabado, mas quando o corri para pouco espanto meu deu resultados estapafúrdios, à noite quando cheguei a casa ainda olhei para ele e já parecia melhor, pena minha que apesar de já ter valores mais lógicos continuavam incorrectos. Agora deveria estar a tratar disso, mas estou com uma inércia descomunal e em vez disso estou a escrever este post. Pois bem, meus caros amigos isto tem que mudar! Hoje vou ver um filme e amanhã vou trabalhar.

A vida é assim, feita de "fica para amanhã", "para o próximo ano". A nossa sociedade é contraditória à nossa natureza, ou talvez seja só à minha!
Ver foto.

2 Comments:

At 10:32 da manhã, Blogger transistorizado said...

É a doença da tugolândia.. O Deixa para amanhã o que poderias fazer hoje.. Está tudo controlado porque o amanhã ainda está para vir.. e se olharmos a agenda é possivel deixar para a semana.. Esta vida reticente, vem de geração em geração e só pára pelas nossas mãos, daqueles que acordam para a vida!
Chego à conclusão que acordar para a vida não é assim tão facil como se diz.
Primeiro ainda temos de vencer a inércia.

 
At 2:06 da manhã, Anonymous FireHead said...

Infelizmente neste país as coisas processam-se dessa maneira portanto também não é de admirar o facto de Portugal estar na situação que está. É um problema da mentalidade que está há imenso tempo enraízado neste país. Enfim, a solução ideal seria mudar todo um povo - salvo raríssimas excepções - e começar de novo. Apetece-me perguntar o que é que é feito daquele povo destemido e corajoso que há alguns séculos atrás ousou descobrir novas terras, enriquecer-se, dar a conhecer ao mundo novos mundos... foram os portugueses os primeiros europeus a chegarem à grande Ásia e estiveram durante mais de 400 anos na minha terra, Macau do seu nome. A cidade mais leal que Portugal já teve.
Há de facto que acordar para a vida, de remar contra a maré e fazer a diferença. Quem sabe se um dia isso não será um lugar melhor...
Beijitos vindos do Oriente para ti. * * * *
____________________________
www.lilau.com.sapo.pt - Restaurante Lilau, Cozinha de Macau, Arcena; Alverca do Ribatejo

 

Enviar um comentário

<< Home